​Érlon Péricles no Acampamento Farroupilha - 02 de Setembro de 2017
< voltar

Clique na foto para ampliar
Cabe ao autor da música tema dos Festejos Farroupilhas deste ano, “Na chama da Tradição’, o músico Érlon Péricles, a responsabilidade de fazer o grande show de encerramento do Acampamento Farroupilha deste ano. No dia 20 de setembro, a partir das 20h30min, ele estará no palco principal, tocando e cantando para um público que já estará vivenciando a nostalgia do evento. A promoção e realização são do Movimento Tradicionalista Gaúcho com patrocínio da Philip Morris e Financiamento do Pró-Cultura RS, da Secretaria da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer Governo do Estado do Rio Grande do Sul. 
Músico e compositor missioneiro, participante de festivais de música do sul do Brasil, Érlon Péricles foi premiado em eventos como a Califórnia da Canção Nativa, Musicanto Sul-Americano de Nativismo, Moenda da Canção, Sapecada da Canção Nativa, entre outros. Participou do Festival Internacional de QUOSQUIN, na Argentina, em 2004, junto com grandes nomes da música gaúcha, levando um pouco da cultura gaúcha para o país vizinho. Considerado um dos compositores mais versáteis de sua geração, faz desde a música mais campeira até trabalhos de projeção, sendo na atualidade um dos nomes mais gravados pelos artistas da música regional. Indicado várias vezes ao Prêmio Açorianos de Música, destacando o melhor disco de música regional de 2009 com o projeto Buenas e Mespalho, CD feito em parceria com Shana Muller, Ângelo Franco e Cristiano Quevedo.
Atua também na área da produção e direção musical, onde destaca sua participação nos CDs de artistas como Pirisca Grecco, Jorge Freitas, Rui Biriva, João Chagas Leite e Elton Saldanha. Érlon Péricles lançou em janeiro de 2010 o CD ‘Rio Grande Véio’, pela Gravadora ACIT. O álbum conta com 11 músicas de sua autoria, com diversas parcerias como Duca Duarte, Tadeu Martins, Ângelo Franco, Binho Pires, Zeca Alves, Elton Saldanha, entre outros e direção artística de Edison Campagna. ‘Ofício de Peão’, de Érlon Péricles e Duca Duarte é a música de trabalho.