Presidente Nairo Callegaro fala sobre o tema anual do MTG e Homenagem no Acampamento Farroupilha 2019. - 08 de Setembro de 2019
< voltar
Entrevista

Clique na foto para ampliar
O Tema anual do Movimento Tradicionalista Gaúcho em 2019, “MULHER GAÚCHA 70 anos da inclusão no Tradicionalismo Gaúcho organizado”, foi escolhido por votação em congresso realizado na cidade fronteiriça de São Borja/RS. A partir dessa definição as entidades foram orientadas a desenvolver a proposta nas suas atividades culturais. Durante a cerimônia de inauguração do Acampamento Farroupilha 2019, em porto alegre, oito prendas foram homenageadas pela direção do Movimento. Entre elas estava a 1ª prenda do Estado, Gabriela Sarturi.
O presidente do MTG, Sr Nairo Callegaro, concedeu entrevista sobre o assunto. Confira:

Qual a importância desse tema anual do MTG?
Nairo Callegaro:
- A mulher ao longo dos séculos vem conquistando o seu espaço na sociedade como um todo.
Não só no movimento tradicionalista, se olharmos na história tivemos mulheres presidentes de nações, tivemos aqui uma governadora e em cargos de lideranças nas grandes empresas. A mulher vem ocupando o seu espaço, reivindicando de uma forma que abrange todas as camadas da sociedade, o tradicionalismo é uma das camadas.

Qual a representatividade das prendas no Movimento Tradicionalista Gaúcho e para os Festejos Farroupilhas?
Nairo Callegaro:
- A participação da mulher ao longo da história do Rio Grande do Sul sempre foi muito importante. Tem uma particularidade muito especial aqui. Na época da nossa formação os homens iam para a guerra e as mulheres cuidavam da família e do sustento. A representatividade da mulher no Movimento Tradicionalista Gaúcho é muito especial, vem crescendo e as mulheres estão ocupando os papéis principais, dirigindo entidades, coordenando departamentos, cargos e comissões. O que nós queremos demonstrar com aquela homenagem às mulheres e jovens prendas (na cerimônia de inauguração do Acampamento Farroupilha), é que elas serão responsáveis pela construção do seu espaço. Cabe a elas dar continuidade ao movimento, de uma forma abrangente e coletiva, respeitando as diferenças, mas também fazendo valer o seu posicionamento.

O que o MTG pode passar para a sociedade através da representação feminina?
Nairo Callegaro:
-  Eu acho que é a família. A mulher sempre foi e vai ser o eixo central de uma família. Em qualquer circunstância a mulher sempre vai ser aquela que todos estão girando em volta.
O tradicionalismo sempre valoriza essa questão da família. Claro que hoje em dia, existe uma movimentação social muito grande. É difícil ver um homem fazendo papel de pai e mãe, mas é muito comum ver uma mãe assumindo o papel de pai e mãe.